Réveillon II

Eu vejo o sol a nascer:
Anúncio dum novo dia;
Vejo brotar poesia;
Razões várias pra escrever...

Quando um ano se inicia
Vejo o verso reviver:
Às vezes, conta o sofrer...
Às vezes, canta a alegria...

E eu grito a quem queira ouvir:
-O amor vai continuar
A poesia conduzindo!

O amor velho vai partir
Pra vida recomeçar:
-Vem, ano novo! Bem-vindo!

Reiteração da velha profecia:
http://sitedepoesias.com....