Site de Poesias

Menu

RENASCI

Antes eu era prepotente
Neurastênico ignorante
Se gritasse em minha frente
Eu gritava mais vibrante

Hoje eu procuro evitar
Diálogo mal-humorado
Me omito em falar
Com quem está agitato

Depois que fui operado
Perdi quem estava ao meu lado
Eu pensei e refleti

O que vale é a saúde
Só peço que Deus me ajude
Que agora eu renasci

Compartilhar
Edgar Ramalho de Freitas
27/12/2006