Site de Poesias

Menu

Comentários da Poesia "***Um papel nas mãos de um poeta***"

de ***Claudia Ferreira de Souza *** antigo Claudia liz

Gostaria de deixar seu comentário?

Comentários

ATENÇÃO: Os comentários aqui registrados não representam a opinião da equipe do Site de Poesias, nem mesmo recebem o seu aval. A responsabilidade pelo conteúdo dos comentários é inteiramente do autor dos mesmos. Ao poeta é reservado o direito de remover os comentários de seus poemas, quando achar por bem fazê-lo.


Um papel nas mãos de um poeta e como um pergaminho perdido no tempo, seu texto e maravilhoso, tem sentimento e repassa na integra o momento de posse em que você se desprende do real e se deixa dominar pelo imaginário de sua mente regida pelos impulsos do coração, párabens.
Miguel A M Côrrea

05/11/2006

Olá Claudia! Adorei teu instante.

O que é poesia senão:

Viajar no tempo.
Na memória.
No sentimento,
Na história
ubirajara

05/11/2006

linda a sua poesia kilida
gostei muito
amo vc tah?

beijox

fike com Deus

:)
YaSmIn AbBaS

04/11/2006

Florzinha amiga do meu "tun tun"
Já disse lá e digo aqui...
Que poema encantador,
volto a ler e me emocionar !
Parabéns por tão lindos versos...

Poesia é vida !

Beijos migaaaa !

Charlyane Mirielle
Charlyane Mirielle

04/11/2006

Claudia

Que lindo poema. De uma mente fértil e de uma alma poética nasce um poema e ganha vida numa lauda de papel... Parabéns! E obrigado pela parte que me toca...

Ta ficando craque, heim?
jeo

03/11/2006

olá Amiga!!


Quer linda homenagem, sim cada palavras escrita é visualizada e sentida, pois quem escreve sente a emoção no coração e quer partilhar, assim é o poeta partilha emoções,sensações que nos faz viajar !!

Ficou linda amiga!!
Beijos
Rosa

03/11/2006

seu poema e muito interessante e bonito, continui assim que vc vai ser mais famosa do que vc é bjos.
Karolinne

03/11/2006

Gostei dessa homenagem;
Você foi clara e objetiva;pois realmente Um papel nas mãos de um poeta
ganha vida,ganha forma,ganha magia.
Um papel,não é um simples papel,quando um poeta,que não é um simples
poeta,o pega nas mãos,que não são apenas simples mãos.
As mãos de um poeta são mágicas,o papel uma varinha de condão e as poesias
são magias radiantes.
Parabéns,minha linda...Escreveste com sabedoria!!!
Luiz Carlos Gurutuba

02/11/2006

POR FAVOR DELETE O ANTERIOR.

Brilhante minininha.
Linda inspiração.

Numa folha de papel
meus escritos nela deito,
se gosto amargo fel.
Peço perdão. É meu jeito.
Ás vezes nada diz!
Quando muito quer dizer.
Nem sei por que a fiz
E se o fiz por merecer.
Talvez tudo mereça
E nem saiba a razão
Dói-me o peito a cabeça
Dói-me o coração.
Agora posso partir,
meu recado deixei
não posso mais fingir.
Eu muito a amei
se foi esse meu pecado,
e preço , não falar.
Morro sossegado.
Sempre irei A amar.

Ta vendo. não é só na mão de Poeta.
Qualquer um escreve na VIDA qualquer COISA .


Um lindo abraço na filhinha e no maridão.
Renatinhuuuuuuuuuuuuuu

02/11/2006

Brilhante minininha.
Linda inspiração.

Numa folha de papel
meus escritos nela deito,
se gosto amargo fel.
Peço perdão. É meu jeito.
Ás vezes nada diz!
Quando muito quer dizer.
Nem sei por que a fiz
E se o fiz por merecer.
Talvez tudo mereça
E nem saiba a razão
Dói-me o peito a cabeça
Dói-me o coração.
Agora posso partir,
meu recado deixei
não posso mais fingir.
Eu muito a amei
se foi esse meu pecado,
e preço , não falar.
Morro sossegado.
Sempre irei lhe amar.

Ta vendo. não é só na mão de Poeta.
Qualquer um escreve na VIDA qualquer COISA .


Um lindo abraço na filhinha e no maridão.
Renatinhuuuuuuuuuuuuuu

02/11/2006

Voltar à poesia