Site de Poesias

Menu

PERDE-SE NADA PERDE

Sou a criança que cresceu
hoje já não mais forte
que ainda não morreu
mas espera a morte.

Fui um catador de ilusão
percorri cada coração
recolhi dele paixão
e também decepção.

Procurei encontrar
o que ele dizia.
Da boca o amar
só em poesia.

Estive em cada esquina
de pedras eram as ruas
e em tuas poesias menina
amores corações e luas.

Minha poetiza rainha,
que dizia fique na minha.
Seja meu namorado,
veja que engraçado.

Hoje descubro, não só atrás
das letras a se esconder,
mas qualquer amor fugaz
usas sempre para esquecer.

Eu tinha muito a perder.
E você o que perder ?
Tuas palavras são; Ô BICHO !
conseguido coração joga-os no lixo.

Perdi minha mulher e filho.
quanto a você nada perdeu.
Tentarei seguir vida no trilho
com o coração que a esqueceu.

Renatinhuuuuu 01 de Novembro de 2006 15:01

Compartilhar

Ninguém morre de véspera.
Apenas pensando no amanhã.
Dia de Finado. Em casa

Renatinhuuuuuuuuuu
01/11/2006