Site de Poesias

Menu

UM CASO DE AMOR

Opiniático chamariz de mulher lugente,
Idílios implexos que a deixaram assim,
São heus algésicos de uma flor olente,
Tua pertinaz dor está chegando ao fim.

Vem comigo, nosso mundo é clemente!
Dá-me a mão, vamos... agora é cantar!
Nosso amor é tão forte e tão renitente,
Nada na vida poderá a nos vir separar.

Tua recâmara em cetim está pronta,
Aguardando este corpo nela repousar,
Teu pesadelo agora não mais afronta,

Só felicidade junto a mim podes achar.
É um novo dia, o sol para nós desponta,
Nédios raios nossas almas hão de iluminar.

Riva. 085

Compartilhar

16/10/2006