Site de Poesias

Menu

"NATURISTAS".

A tua nudez que enfeitava a praia
cujos banhistas eram sós você e eu...
ao longe as dunas como se fossem muralhas
e as verdes águas da cor dos olhos teus.

O mar aberto encostava ao céu
de tão bonito parecia o paraíso...
distante as ondas transformavam em véu
e aqui na areia era lindo o seu sorriso.

Éramos duas crianças pfegantes...
gritei pra ti, - o mundo é nosso agora!
senti a força do pai Adão naquele instante
eu era o senhor e você minha senhora.

A noite cai... agora é o clarão da lua
que com seu brilho nos presta socorro,
vem beijando a água, e clareia a imagem tua
mais tarde se esconde por de trás dos morros.

Quando é madrugada que a brisa esfria
você se aconchega entre os braços meus,
a manhã clareia e amanhece o dia
eu sou acordado com um beijo teu.

Compartilhar

São Paulo, Agosto de 2006.

Antonio Hugo
28/08/2006