Site de Poesias

Menu

Eternamente

Somente estamos preparados para amar quando amamos a nós mesmos.

Amor e ódio estão bem próximos, às vezes nem sabemos qual é a linha que os separam.

Eu não sei viver sem o amor eu não sei viver sem ter uma razão para amar.

Sem o amor sou como uma pluma perdida no tempo lançada ao vento a beira de um penhasco que não sabe de onde veio e não sabe para onde vai.

Eu quero viver para amar não me tirem o amor eu dou a minha vida pelo o amor.

Quando eu morrer prefiro que seja de tanto amar ao menos não morrerei solitário.

O amor não é trágico. Trágico é a pessoa que não sabem amar.

Compartilhar
Teotonio Oliveira
08/07/2006

  • 2 comentários
  • 218 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados