Site de Poesias

Menu

Mar Revolto

Hoje eu sou um barco que está no mar aberto
este mar está revolto não importa o perigo
estou aqui para desafiar todos os meus receios e fantasmas
o mar é profundo e mais fundo é o meu isolamento.

Estou sem rumo, sou um barco sem leme
me lanço neste mar inavegável sem direção
as ondas batem na proa encobrem e inundam
recolho as velas não tenho pressa para chegar em meu destino.

Sopra vento para todo lado
não conheço os lugares por onde passo
e com isto o tempo passa
estou cansado fico à deriva neste mar revolto
não tenho mais o controle e sendo este barco solto
me deixo levar.

Compartilhar
Teotonio Oliveira
20/06/2006

  • 1 comentário
  • 119 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados