Constante é o amor que sentimos

Constante é o amor que sentimos, nas entrelinhas dos sentimentos, que transcendem o tempo, unidos por laços eternos. O amor tem suas nuances trazidas pelas experiências, tem todos os predicados, porque o momento é importante e deve ser vivido da melhor maneira possível. Ele cria um mundo particular, cessa a rotina, traz paz, relógio e calendário se perdem quando a vida em você acontece. Tento musicar a doce melodia que é amar, que na alma ressoa infinitos, acordes soltos que se conectam e dançam na partitura da sua imensidão. Ela tem um ritmo cadenciado, que reverbera por todos os lados, versos que tocam no íntimo do sentimento, pois, você é poesia sem fim que ganha vida, alegra a alma distraída e fortalece o coração de amores. Confie no destino onde encontramos nossos caminhos, no compasso que se estende e se unem em harmonia. Meu amor não é bem expressado e tão pouco compreendido. Sou ignorante no amor, mas dele sou um constante portador.

Fabiano Teixeira
© Todos os direitos reservados