Os corpos sabem os caminhos,Mas eu, desejo.Os olhos ardem de medo, Mas os lábios só têm desejos,
Meu corpo anda aflito, Minha mente anda atormentado,Coração preocupadoMas o meu corpo está cheio de desejos,
Desejo seguir o meu caminho, Mas olhos ardem de medo, Eles vêem o perigo e gritam: esconde-te !Desejo ser e dizer a verdade, Cantar a vontade, andar com vaidade, Sentir a minha idade, Mas o meu corpo anda aflito,Minha mente anda atribuladoCoração quebrantado,
Desejos ardem no peito,Queimam meu jeitoSinto-me outro, devido o medo de seguir os meus, Desejos.

Açucena
© Todos os direitos reservados