E antão, não esperava, voltamos ao normal!

Queria o seio familiar de novo aproximado,

a solidariedade, mais atenção e cuidado,

uma causa para que muitos contribuam, afinal!

 

Matriarcas e patriarcas valorizados e protegidos,

a natureza se recuperando da poluição do mercado,

O dinheiro em detrimento do bem estar, questionado,

A presença dos pais na educação de seus filhos!

 

Não quero a pandemia, a preocupar e levar nossos entes,

Mas o que passamos de bom também já se está indo,

A cruel COVID está, por fim, regredindo!

 mas a sociedade permanece ainda doente!

Guilherme dos Anjos Nascimento
© Todos os direitos reservados