Vidas e mares

Sou parte do todo, pedaço do roto,

Deste rasgado céu cor de anil.

Nos mares de longe, se buscam os portos,

O amor por amores, o vazio por vazios.

 

Espelha a verdade, ao largo do corpo,

Que o sentimento a pouco surgiu.

Na alma se gravam os mares e portos,

Se do coração algum barco partiu.

 

Velames ao vento! Empurre a barcaça!

Que o tempo nos leve aos mares bravios...

O amor sopra a vida, que ela se abra,

Ao mundo mais novo que o céu descobriu.

 

Abrace a brisa que toca seu corpo,

Carinho igual este mundo não viu.

Veleiros nas águas sombria dos mares,

Porto-esperança que ao sol se esvaiu.

 

JRUnder
© Todos os direitos reservados