Fugaz

Senti no frescor da sua pele

o aroma que embriagava,

que seu corpo nu exauria

e com prazer me entregava.


Vivi por séculos o instante.

Sofri da dor a essência!

Por sobreviver ao delírio,

lúcido e sem consciência.


Quis adentrar no ocaso,

da tarde que longe morria

e ressurgir no momento,

que em seus braços, nascia.

JRUnder
© Todos os direitos reservados