Choram anjos.

Choram os céus sobre as folhas e flores do nosso jardim.

Derramam chuvas de esperas, porque estás longe de mim.

Choram anjos sobre a terra, que ao molhar o grão germina

E faz nascer nova vida, enquanto a minha termina...

 

Hoje sou folha morta, tamanha angústia me invade...

Só te envolvendo em meus braços, abrandarei a saudade.

Que chovam assim como as lágrimas, bênçãos sobre o nosso amor

E assim, ao chorar sua ausência, não sentirei tanta dor.

 

Trovões anunciam aos ventos, a força de um raio certeiro.

Meu coração atingido, parece explodir por inteiro...

É esse desejo que sinto, de acalmar minhas mágoas,

Quando meus olhos parecem, apenas duas quedas d’água.

JRUnder
© Todos os direitos reservados