A Dor do Encontro

A Dor do Encontro

A dor sem medida da impotência 

Diante de uma clara e tosca inconsequência
Repousa serena em límpida areia
Ao olhar perplexo que ali rodeia

O fim de uma existência pacífica

Demonstrado num corpo que fica...
Perdida em sua agora vida inglória
Para nunca mais contar sua história 

O adeus foi sofrido pela ação humana

Constatado o abate lento e sem fama
Um carma de redes e plásticos alimentos
Mostrado no fim após seu último lamento

Pontal do Peba, Alagoas.