Venha

Vem,

Vamos ver o mar.

Quero que fique ao meu lado,

Observando essa força exuberante.

E contemplando a natureza,  

Possamos desfrutar da grandeza deste instante.

 

Vem,

Venha ver o mar.

Venha sentir essa brisa que sopra no rosto,

Como se embalada pelas brancas ondas murmurantes.

Venha sentir a alma ser acariciada,

A vida tornar-se leve, alva, instigante.

 

Viva essa imensidão, sinta a força dessa união.

Imagine cada gota de água salgada, unida à outra igual.

Quantas seriam? Que numero seria real?

Com o que sinto por você  acredite, por favor,

À cada gota do mar juntarei outras, do meu amor.

 

Vem...olhe esse azul!

O mar tem esse poder, de nos entregar o céu.

Nessa cor de anil, que o cobre como fosse um véu.

Pise em suas águas e flutuemos  no espaço.

Seguremos nossas mãos. Faço como eu faço.

 

Nós dois agora a sós no firmamento,

Cúmplices em um sonho e um só pensamento.

É tanta paixão que sinto envolver

Nosso querer, nosso sonhar, nossa ilusão,

Ao nos unirmos em um só coração.

 

Vem, veja o luar...

Sinta essa luz  e o que ela faz,

Ao transformar ansiedade em paz.

Nessa alquimia, magia latente,

Eu, você e o mar, assim... Eternamente.

Jrunder
© Todos os direitos reservados