Por que?


Por que esconder aí dentro do peito
esta flor que desponta, criança ainda?
Por que não dizer, disfarçar desse jeito,
aquilo que cresce de forma tão linda?

Por que omitir, resguardar-se do que?
Nada é mais puro nesse momento.
Por que não viver, na totalidade
o mundo que explode neste sentimento?

Por que insistir em trocar toda hora
A beleza do sim, pelo escuro do não?
Por que negar ao mover os seus lábios
aquilo que vive em seu coração?

Por que não dizer, por que esperar?
Viver é tão bom, mas passa ligeiro.
Por que se calar  e ficar com tão pouco
Daquilo que pode ser seu, por inteiro?

Por que não falar, gritar para o mundo
Aquilo que quero, espero e reclamo...
Deixar escondida essa frase infinita, 
por que não dizer, simplesmente: Eu te amo

Jrunder
© Todos os direitos reservados