Confissão

Quero tanto lhe falar.Tenho muito a dizer,
Da paz intensa que emana deste querer...
Nestas manhãs ensolaradas do verão,
Que queima o corpo, assim como esta paixão...

E lhe mostrar, no ouro do entardecer,
Esse momento que me faz enternecer...
Do sol se pondo, fingindo que é o fim.
Mas que de novo, irá nascer para mim.

Pra lhe contar, das noites de plenilúnio,
Onde o luar brinca com a escuridão.
É quando estrelas, fingindo ser infortúnio,
Ficam silentes, ocultas na imensidão.

Manhãs e tardes, noites de solidão,
No meu amor eu encontro a razão...
Pra lhe falar, tentar enfim lhe dizer,
Que é você, minha razão de viver.
.

Jrunder
© Todos os direitos reservados