Eu


Nasci em uma madrugada tempestuosa, uma tempestade tipica de janeiro, parece que as águas, os raios, os trovões e o vento não vieram para me assustar. Vieram contar em meus pequenos ouvidos de criança a realidade, me preparando para enfrentar o turbilhão de fatos que me acompanhariam ao longo da minha existência. Cresci atento e arisco, cauteloso e sincero, amado e odiado, mas sempre feliz. A felicidade não nos pede licença, ela chega e quando cisma se vai, é como o fluxo e refluxo das (mares), no meu caso ser feliz é algo que não depende da ação exterior ela nasceu comigo naquela madrugada de raios, ventos e trovões.

Cesar Garcez
© Todos os direitos reservados