Dúvidas

Como  fosse água, envolveu e  como aço, vibrou!

Como fogo, se fez ver e como pedra... Esperou!

 
Por tantas horas viu o tempo envelhecer

Que em cada momento pôde perceber,

A vida rebuscando esperanças

No velho baú das lembranças.

 

Que amor é este senhor,

Do qual foste criador?

Qual o sentido da vida

Que por querer é sofrida?

 

O sentimento domina e faz do acaso a sorte.

A dor que a alma aniquila, é lança buscando a morte.

A dúvida agride a calma, a fé ao destino se entrega!

Amar é perder-se na busca, é luz cujo brilho... Cega!

JRUnder
© Todos os direitos reservados