Mar de Minas

Neste mirante, sinto o frio em minhas entranhas,

Na pele, o mesmo vento que no veludo verde sopra

Voo como gaivota no que o sol, do horizonte, toca

No mar de ondas de picos, vales e montanhas.


Guilherme dos Anjos Nascimento
© Todos os direitos reservados