Perdoar

Perdoar

Vou caminhando entre a vida e o silêncio
Mas ninguém sabe que corro perigo
Estou perdendo ou ganhando coragem
Felicidade é coisa passageira...
Mas só nós sabemos
Eu fico olhando o por do sol
Além do horizonte azul, existe um outro horizonte
E quando o sono vem quase sempre traz para mim algum recado
Sonhando eu lembro das coisas que deixei adormecidas no passado.
Entre penumbras visualizo momentos que vou lembrar enquanto viver.
A estrada é tão larga
Procuro a calma que perdi em minha alma
Para não ficar na loucura e esquecer as noites escuras.
Quero dormir em paz
O sol nasceu
Já é outro dia
E talvez por engano ou eu pense que em mim há um pouco de santa
O meu coração só pensa em esquecer
Feito um dom natural
Sem nada a temer
Só a certeza que é preciso lutar para vencer e plantar para colher.
E somente através do perdão atravessarei  o deserto e poderei crescer um pouco mais.
Como o beijo do pouso da borboleta em dia lindo de sol.

Rio de Janeiro