O REENCONTRO

O REENCONTRO

Encontro não combinado
Feito um trio de amizade
O retorno de um passado
Distante da mediocridade

Tempo que vai em espiral
Em lidas que não tem fim
Na superação existencial
O acaso nos forjou assim

Pardais planam sem asas
Fogem das opiniões razas
Acreditam que vida é ardil

Torna o homem mais servil
Na união de diletos amigos
A euforia de estarmos vivos

Marco Antônio Abreu Florentino

Soneto para enaltecer o encontro ou reencontro tão especial de três amigos médicos que resolveram, enquanto auditores de uma empresa datilografada pela normatização técnica, priorizar a condição humana, demasiadamente humana, em detrimento do interesse capitalista do lucro acima de tudo e de todos. Meus amigos de vinte e cinco anos Luiz Cézar Carvalho e Francisco Brilhante... minha homenagem e respeito pela grandiosidade humana de vocês. Em verdade somos caçadores de nós mesmos.

https://youtu.be/Lfr5DyARnT0
(Caçador de Mim - Milton Nascimento) 

Marco Antônio Abreu Florentino
© Todos os direitos reservados