Ronco assustador

O passaro tristemente chora,
ao ouvir o ronco do motor serra
devorando a indefesa arvore
atos insanos num mundo profano.

A natureza padece,
perdendo sombra e semente
a fauna ficará sedenta de amor
a fome proliferar.

A flora entristeceu,
a natureza vingará do homem
o sol se alongará, a chuva tardará
as flores não floriram.