Eterno Amor

Amar é tão difícil porque significa trair a si mesmo.
Significa trair o juramento que fizemos ao nascer
de proteger a todo custo a penas uma coisa a cima de tudo,
a nossa própria vida.

Aí vem o amor e divide nossa vida,
então passamos a viver um pouco em cada ser.

O problema é que amor não se devolve.

A vida vivida no outro tem que morrer.

Mas as vezes nunca morre.

O luto eterno seguirá!

A vida encerrada ainda na sua juventude
nos acompanhará em cada momento do nosso futuro.

Daqui a dez anos
uma lágrima rolará do nosso olhar distante por sobre o travesseiro
e essa dor sem limites ainda nos tocará
nem que por um breve minuto.
O pensamento acariciar irá a face de quem amamos
em um sonho impossível
e o arrependimento se fará sentir no nosso paladar.

Deitado ao nosso lado na cama,
um alguém alheio ao que carregamos.
Sem culpa,
mas que jamais será capaz de preencher
esse pedacinho de vida
que um dia demos um ao outro.

Hoje sei que Deus chora a cada nascimento…

De alegria,
mas também de dor.

Hoje também sei que nós humanos
só morremos por que amor é vida.

Alguns morrem de tanto dar amor
até não mais vida ter.

E outros morrem por falta de amor.

Amei,
Derramei todo meu ser,
Partilhei a melhor parte de mim.

Eternamente vivo em você e você em mim.

Espero um dia
No infinitivo
Te devolver a parte de vida que me deste
E assim de novo nos tornemos um só.

Amo a vida assim como vivo o amor, por inteiro.

Misael - M.V.M
© Todos os direitos reservados