Por te amar

Por te amar, alimentei-me da ilusão deste amor.
E vi cada amanhecer como o prenúncio de dias felizes.
Vi no orvalho das manhãs, o cuidado para que nosso amor fosse sempre florido,
Vi na luz do sol o alimento para que se tornasse forte e duradouro.

Por te amar, vivi a ilusão de que seria amado também.
Porque imaginei que tanta dedicação e tanto carinho que desprendia
Pudessem retornar em forma de felicidade e encantamento
E que a minha paixão pudesse se reproduzir em teu coração.

Por te amar, imaginei sorrisos, momentos, vida a dois.
Previ caminhos onde de mãos dadas, falaríamos de nós.
Previ o futuro, o amadurecimento do amor, os cabelos brancos...
Previ nossas mãos já envelhecidas, mas nossos dedos sempre entrelaçados.

Por te amar, sonhei mais alto do que pássaro algum pudesse voar,
Mais alto do que as nuvens onde se guardam os sonhos.

Por te amar, esqueci–me... Passei a ser somente teus desejos.
Por querer te fazer feliz, não acreditei que a infelicidade pudesse existir.
Por querer ser tudo para ti, não percebi o quanto te sufocava.
Por querer muito acertar, não vi que este seria meu erro fatal.

Por te amar, te perdi.

Jrunder
© Todos os direitos reservados