MENTIRA SINCERA

MENTIRA SINCERA

A fantasia que se impõe à razão
Pelo domínio do espírito forjador
Criada na verdade da imaginação
Dirige os passos do raso fingidor

No condão de dispor seu engano
Com a ordinária intenção egoísta
Traça com denodo refletido plano
Para poder executar como artista

Qualifica a dissimulada franqueza
Na retórica que espalha a certeza
Aos rudes que se deixam enganar

Ignoram ser maladia para se tratar
Na firme defesa da mentira sincera
Até descobrirem a ilusória quimera

Marco Antônio Abreu Florentino

Mais um soneto para evidenciar o perigo de indivíduos inescrupulosos, mal intencionados e muitas vezes psicopatas, assumirem governos de nações cuja população tem, no histórico político, social, cultural e educacional, a deficiência e o atraso no seu desenvolvimento humano, estimuladas por uma sociedade na qual, interesses de uma elite política e social prevaleçam sobre os interesses da grande massa formadora do povo.

Tal condição favorece a ascensão e o domínio de tiranos e ditadores cujos comportamentos violentos contra seus próprios cidadãos, são a marca de suas gestões.

Assim ocorreu durante toda a evolução da civilização humana, desde os primórdios dos grandes impérios como o egípcio, o romano e o persa, alguns destoando positivamente como o grego, em especial o ateniense, berço da democracia e mais recentemente na Rússia, China, Alemanha, alguns países asiáticos, latinos e particularmente o Brasil, que no século XX passou por tristes momentos e que nos dias atuais, lamentavelmente, vive a pior crise da sua história, agravada por um governo desastroso, liderado por um psicopata e também por uma pandemia devastadora.

https://youtu.be/oEIWY9NCbIE
(Maior Abandonado - Barão Vermelho / Cazuza)

Marco Antônio Abreu Florentino
© Todos os direitos reservados