Eu voltei

Depois de tanto tempo, volto...

A poesia está na alma, ela grita, querendo sair, querendo inundar outras almas...

Hoje é domingo e senti saudades de mim, do que eu era quando escrevia, o quanto me sentia poderosa, o quanto a poesia me salvava. O mundo anda muito louco; eu fui viver por aí, mas eu voltei! Não dá pra viver sem amar os versos, não dá pra viver sem passear pelas rimas, não dá pra viver sem a delideza das palavras, hoje não sou mais menina... Com o tempo, a gente muda, se transforma, a poesia fica mais apurada, o coração mais florido e também dolorido... A gente que anda tão só, perdido na imensidão das palavras, sabe que nem tudo traz alegria. Há espinhos nas belas flores também...

 

A poesia salva e ela está me salvando mais uma vez...