Site de Poesias

Menu

NÃO É UMA PENA?

NÃO É UMA PENA?

Nascer humano num tempo desumano
Crescer normal na desigualdade social
Viver o engano de um ambiente insano
Envelhecer natural num mundo artificial

Trair o coração e se acovardar à paixão
Ferir o outro e não aceitar receber troco
Pedir perdão e não acatar reconciliação
Reagir ao ignoto e achar que está louco

Amar de verdade e não ter cumplicidade
Abraçar com vontade e coletar falsidade
Julgar precipitado e se desvendar errado

Trabalhar obrigado se estando explorado
Sentir saudade da outrora dileta amizade
Esquecer que felicidade é justa liberdade

Marco Antônio Abreu Florentino

Soneto de aniversário. Sessenta e um anos de vida em plenitude, com momentos felizes, alegres e prazerosos, principalmente por ter conhecido o amor, apreciado a arte e convivido com a família, os amigos e o trabalho, mas também e infelizmente, pela constatação da maldade do mundo que parece não ter fim, proporcionada única e exclusivamente pelo ser humano.

https://youtu.be/Y8_34ppO-nY
(Isn´t It a Pity - George Harisson)

Compartilhar
Marco Antônio Abreu Florentino
23/02/2021