Site de Poesias

Menu

A ESSÊNCIA DO MAL

A ESSÊNCIA DO MAL

Tudo aquilo que deve ser destruído
Origem do mal estar, não desejado
Incluído na cultura do ente evoluído
Nos exórdios lendários do passado

O humano religioso crê na entidade
Tipo em forma de homem com bode
Besta que se rebelou contra verdade
A criatura com barba, chifre e bigode

O mal ruim é realidade, não ontologia
É histórico e político pela ponerologia
Na instalação de psicopatas no poder

Procuram na maldade fazer acontecer
Ao comprazer no terror e no genocídio
Na história sempre acabam no presídio

Versos alternativos (vale a preferência do leitor):

Instinto que, em todos nós, habita
Tudo aquilo que deve ser destruído
Contido como uma anomalia maldita
Incluído na cultura do ente evoluído

O humano religioso crê na entidade
Tipo em forma de homem com bode
Besta que se rebelou contra verdade
A criatura com barba, chifre e bigode

O mal ruim é realidade, não ontologia
É histórico e político pela ponerologia
Na instalação de psicopatas no poder

Procuram na maldade fazer acontecer
Consideram o mal rotineira banalidade
Covardes que se alapam na autoridade

Marco Antônio Abreu Florentino

Soneto que faz alusão a países governados por psicopatas, que buscam tão somente satisfazer suas sanhas doentias de rancor, egoísmo, ódio e desprezo pelo ser humano, insensibilidade e revolta contra todo estado de normalidade e paz vigente.

Costumam ser oportunistas e sedutores, aproveitando-se de pessoas também maldosas ou incautas ou incultas.

Se eu acreditasse nessas coisas de inferno e Diabo, acharia que são pessoas enviadas pessoalmente por Satanás, diretamente do pior dos infernos, para atazanar e atormentar os cidadãos de bem, justos e virtuosos.

https://youtu.be/ooYkRnrGKns
(Rock do Diabo - Raul Seixas)

Compartilhar
Marco Antônio Abreu Florentino
25/01/2021