Site de Poesias

Menu

Tempo em construção!


Ventos e furacões 


Em quais estações 


Inverno e verão 


Logo não existirão 


 


Viver e aprender 


Crescer e sobreviver 


Vidas se acabaram 


Como um sopro no coração 


 


Início de uma nova geração 


De um tempo em construção 


De uma era sem corrupção 


 


Abandone o dinheiro e capitalismo 


Arranque essa marca de sua mão, 


De sua cabeça e do seu coração. 

Compartilhar
Pedro Dionísio Dreyer
02/01/2021