Site de Poesias

Menu

Não sei

[Ilustração não carregada]


Não sei se isolo
se canto, se choro
se rio ou distancio
pois o que escrevo
não chega até lá...
Não alcança o que rola
o que aflora sem dó
onde meu eu se aloja
e não se desata o nó...

Pincela com maquiagem
dopa a dor por instantes
muda-lhe a roupagem
tenta ludibriar o óbvio
trucidar o que virou pó.
Aí me calo. E paro.
A voz não sai, se retrai.
Nada será capaz de mudar...
Palavras ditas são flechas ariscas,
mordem as iscas,
vão pra não voltar...

Pensamento explode a mente,
corrosivo,
confunde direções,
Invasivo,
penetra o interior
quebra-lhe o sensor
e transborda todo o saber
que não sei.

Carmen Lúcia


Compartilhar
Carmen Lúcia
11/12/2020