Site de Poesias

Menu

Amor à moda destroyer


Um namoro hoje é iniciado
Como na moda destroyer
Desde novo já dá o spoiler  
De como ficará quando desgastado.
 
Sem calma e condescendência
Na desconfiança, puxa-se um fio desfiado
Rasga-se de raiva quando criticado
É um amor despojado como tendência.
 
Cada qual se importando com seu look
A cada ilusão, no desespero se agarra
Mas como, se juntos, não suportassem barras,
revelando buracos, neste truque.
 
Mostrando o corpo e sem arremate
Uma afeição solteira a ser consolada
Aos farrapos, busca na imagem descolada
Compensar a falta de cumplicidade.
 

Compartilhar
Guilherme dos Anjos Nascimento
30/09/2020