Site de Poesias

Menu

Outra vez

Quando inesperadamente se vive

Um belo momento e o encantamento 

Por um tempo se sucede

Sei que ainda assim 

Há um fim e nele tudo se extingue.

 

E tudo antes repleto de êxtase e muitas rimas

Volta ao vazio já conhecido

Faz parte de mim esse ciclo

Sonhar, viver e acordar sem nada

Não reclamo mais

Da solidão e do seu silêncio. 

 

Sei que não terei palavras para compor

Só por mais outro momento

Até que minha alma seja

Arrebatada novamente pela alegria

De sonhar outra vez...

 

...Pois são dos sonhos

Que se originam as palavras que compõe 

A minha poesia. 

 

Agora... só o silêncio

O vazio do nada em minha mente

COMO se simplesmente

Eu não existisse...

 

 

Compartilhar
Melina dos Anjos
18/09/2020

  • 0 comentários
  • 13 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados