Site de Poesias

Menu

Pódio


E a vida corre, tal qual as águas de um riacho
Que tem a sua nascente aos pés dos morros.
E o tempo passa, veloz e silencioso,
Como o voo dos pássaros, em busca de abrigo.
E a gente espera, o logo, o depois, o futuro, o talvez...

E assim se somam os anos, entre águas, pássaros e esperas.
E desta forma se constroem e se desfazem os sonhos...
Entre lágrimas e risos. Entre chegadas e partidas.
Entre momentos inesquecíveis e outros, para serem esquecidos.

E nossos olhos buscam ver cada vez mais, o que está distante.
Mesmo que cada vez menos o vejamos, sempre o saberemos.
Porque o corte da espada talhada em forja, não perde o fio.
Porque uma águia nunca esquece onde construiu seu ninho.

Nosso pódio é sobre os livros que escrevemos, em páginas de exemplos.
Nossos troféus possuem parte de nossas almas...
As flores que nascem em nossos caminhos, possuem espinhos e perfumes.
E sempre será recompensador aspirar a essência da que está por vir.

Compartilhar
Jrunder
16/09/2020

  • 2 comentários
  • 25 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados