Site de Poesias

Menu

NUNCA MAIS NOS VEREMOS, MEU AMOR...

 
Ary Bueno [ O Príncipe dos poemas e do amor ]
 
 
Hoje me sinto perdido, sem destino
Sem saber, para onde devo eu voltar
Sinto  na alma um  tão louco desatino
A mente esta confusa em seu pensar
 
O coração parece tão frio, dolorido,
Vazio, sem forças para tornar a amar
Minhas pernas, não sabem caminhar
Pois os caminhos, não estão florido
 
Os braços caídos, sentindo cansaço
Sem força, para tentar um novo abraço
As mãos vazias, semi-inertes, sem calor
Sem poder acariciar-te de novo meu amor
 
Vejo a lua na noite, cheia de luz e beleza
De dia sinto o beijo do sol com seu calor
Olho no jardim, flores, que me da a natureza
Porem falta tu minha querida e eterno amor
 
Falta teus afagos, falta teu calor, seu carinho
Tua boca, seu suave beijo, nosso louco desejo
Falta, tua voz, tua alegria, o sorriso, seu desatino
Falta, teu cantar, tuas músicas de suaves arpejos
 
Este louco poeta, já não consegue mais suportar
Esta sua falta, me mata cada dia, mais um pouco
Te chamo, dia e noite, e fico a chorar como louco
Nesta certeza, que jamais voltaremos a nos amar.
 
 
 

Compartilhar
Ary Bueno [Príncipe dos poemas e do amor]
09/09/2020

  • 0 comentários
  • 17 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados