Site de Poesias

Menu

DESTINO


 
 
 
Eu dentro da noite, a noite dentro de mim...
Eu dentro de um sonho, um sonho utópico
Que navega em meu íntimo horas sem fim
E me faz de conexão com o mundo gótico.
 
Eu dentro da madrugada, única madrugada
Que faz do silêncio, minhas horas amargas
Sem aquela preocupação de ter tudo e nada,
Posto que, da vida, impostos são descargas.
 
Eu dentro da vida, a vida dentro do mundo...
Quero sobreviver intenso em cada segundo
E ser da solidão, simplesmente a saudade...
 
Eu dentro do dia, o dia está dentro de mim...
É que não sei existir tão abandonado assim
Sem me conduzir com destino à eternidade!
 
 
 
DE  Ivan de Oliveira Melo
 

Compartilhar
Ivan de Oliveira Melo
08/09/2020