Site de Poesias

Menu

Contra o vento

Hoje um vento sopra,

Não tem força para derrubar,

Essa paixão enorme no meu peito,

Que não deixa meu coração parar.

 

Um camisa pendurada,

Como diria aquele autor,

No meu peito bate,

Não só uma paixão, mas o amor.

 

Não importa onde eu esteja,

Não importa a dor,

Eu nunca te abandonarei,

Pois você sempre foi o meu amor.

 

Hoje vivo, e me alegro quando te vejo,

Não posso mais viver sem você,

Pode ser na semana ou no final,

Meu amor sempre procura você.

 

Minha paixão sempre aumenta,

Dessa não tem explicação,

Hoje eu vivo por você,

Sou Galo de corpo, alma e coração.

Compartilhar
vgferreira
06/09/2020