Site de Poesias

Menu

Paixão Maldita!!!!

Paixão Maldita

Nem em sonho me alivia

Não alivia o meu desejo

Nem mais as poesias.

 

E as últimas que li

Foram tao intensas

Intensas de encanto

De alegria na alma

E prazer no corpo .

 

Me aliviaram o desejo

No inicio da leitura

Prosseguindo era só gozo

E no fim de cada poema

Vi crescer o meu tormento.

 

Me sinto como as ondas do mar

Indo e vindo

Me tornando algo que desconheço

E me virando pelo avesso

De volta a ser eu mesma.

 

Não consigo entender

Essa chama ardente

E esse frio intenso

Que tais poesias provocaram 

E que parmanecem agora

Quando não leio.

 

Paixão Maldita!

 

Necessito desses poemas 

Para escapar do vazio

Sentir alívio e gozo

Paixao extrema, chama que queima

E no fim do poema 

Sentir frio de novo.

 

E continuando esse ciclo

Ler e reler e ler novamente

Até perder a cabeça 

E a consciência da dor

Que existe em mim.

 

Ler e reler seus poemas

Como as ondas ir e vir

Até o meu fim

Até que eu desapareça 

Serei como as ondas.

 

(Dedicado ao amor perdido na vida,  mas que é a satisfação dos meus sonhos.)

Rio das Ostras, 05 de  setembro de 2020

 

Compartilhar
Melina dos Anjos
05/09/2020

  • 0 comentários
  • 17 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados