Site de Poesias

Menu

SEMPRE O AMOR!!!

E o amor sempre ele

Com direitos e desejos Com alma e cores mil

Em pleno verão ardente

De ser ou esquecer

Que se faz ser num entardecer

Quando quer aparecer

 E se faz alagar como rios

 De tanto chorar...

 Como numa invernada

 E sem dizer nada,

 Põe_se fora em prantos

Como um terrível esquecimento fútil

Sem tampouco estar pronto para partir...

Compartilhar
Mariana Cordeiro( Maryta)
19/08/2020