Site de Poesias

Menu

transparente

 
Me transpassa de desgosto, uma situação
Duro e afiado me fere, um caco de vidro latente
Entender que algo que sinto existe, mas não
Possui cor nenhuma, sendo transparente.
 
O incolor é tímido e sutil, sem mágoa!  
Ao que tem dentro e fora é fiel e puro
A tudo preenche, como o ar e a água,
Mas está sempre no meio, em cima do muro!
 
guilherme dos Anjos Nascimento

 

Compartilhar
Guilherme dos Anjos Nascimento
11/08/2020