Site de Poesias

Menu

Azul


Por cima desce e me alcança,
A vastidão de um céu infindo.
Me apraz de tranquilidade e esperança
A cor que inspiro, me invadindo.
 
Seu vasto oceano, por baixo me inunda,
Fria e serena é a sua textura
Árduo garimpar na sua descrição profunda:
Safira, obra-primária à sua altura!
 
Depois de mergulhar em sua nascente 
Seu manto sagrado, cobre meu corpo nú
Acalento na minha alma que sente,
As lágrimas que tingem meus olhos de azul.
 
Guilherme dos Anjos Nascimento
 
 
 

Compartilhar
Guilherme dos Anjos Nascimento
11/08/2020