Site de Poesias

Menu

ENFERMIDADE


 
 
 
As palavras parecem gangrenadas
E apodrecidas nos papeis da vida.
O odor se espalha na vitrine do olhar
Que, infectado, infecciona o social.
 
Nos periódicos há informações febris
E, nos livros, as leituras inflamatórias
Transmitem vírus às mentes carentes,
Desinformadas sobre este teor doentio.
 
São as letras culpadas pelas bactérias?
Não! O culpado é quem apenas escreve  
Sob os efeitos traumáticos da hipocrisia...
 
Revistas, panfletos, os puros cadernos,
Tudo necessita passar pela higienização
Para que amputações sejam descartadas.
 
 
DE  Ivan de Oliveira Melo

Compartilhar
Ivan de Oliveira Melo
10/08/2020