Site de Poesias

Menu

QUALQUER QUARTA DESSAS

 
Em uma quarta qualquer, quero marcar um encontro
Vamos combinar um ponto,
Pra que eu possa te pegar…
Talvez eu peça um Uber, talvez vamos no seu carro, talvez vamos a pé…
O seu cheiro vem junto com o vento batendo em meu rosto me deixando tonta, talvez de desejo, estigando um beijo, talvez só por te olhar!
Em uma quarta dessas te tiro do trabalho, pegamos um atalho e te levo a passear, talvez pelas ruas de Moema talvez pelas curvas do meu corpo, não importa! Quero apenas te levar…
O relógio apitou, já é hora de acordar, será que é quarta-feira? Não aguento mais esperar, pra te ver, pra te abraçar…
Seu sorriso ilumina meu mundo em menos de um segundo, eu fico a sonhar… Realidade, vontade, verdade! 
É tão difícil ser de verdade.
As nossas quartas-feiras cheiram a rosas, viram sábados a noite, viram o recomeço da segunda! 
Não se arrependa de atender meu telefonema depois daquela discussão, não reprima seus sentimentos por causa da aflição, o tempo é nosso amigo e nós somos abrigos e nos damos proteção.
Qualquer quarta dessas a gente se abraça como se fosse a última vez mesmo sabendo que ainda teremos mais três.

 

Compartilhar
Karine Adriene
10/08/2020

  • 0 comentários
  • 17 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados