Site de Poesias

Menu

Gabriel


Gabriel, no momento em que te disse não
O milagre do amor não mais gerou
Matei, filho de mim, e tu voou
E nunca mais tive tua anunciação.
 
Arcanjo, amigo, quanta coisa enfim
Boas novas poderia, tú enraizar!
Liberdade e sinceridade a me incriminar
Deixei lá de crer no milagre em mim.
 
Não entendi, que mais alto, ao céu
E não à luxúria tu me pretendia
Deixei-te pelo livre arbítrio, Ave Maria!
Meu anjo da guarda, Gabriel!
Guilherme dos Anjos Nascimento

Compartilhar
Guilherme dos Anjos Nascimento
08/08/2020