Site de Poesias

Menu

A compaixão do emburrado

 
 
Quando de mal de mim você fica,
E nega sua atenção como o pior castigo,
É uma prova de amor, penso comigo.
Me encanta no detalhe, esta dica
 
Achar que se negando é o que me afeta,
É crer que meu amor por você é verdadeiro
Senão, como eu seria da dor prisioneiro?
 Como me satisfaz esta descoberta!
 
Gozar da maior pena é o que me resta,
Mas seu carinho velado me conforta
Pois do seu coração você me fecha a porta
Mas fica olhando por uma fresta.

 

Compartilhar
Guilherme dos Anjos Nascimento
07/08/2020