Site de Poesias

Menu

Amei




Seu amor, que quis tanto um dia, 
E pelo qual eu vivia, de sonhos, esperas, paixões, 
Por ser esse amor desejado, sofri mil noites calado
A espera de te-la ao meu lado, mas foram somente ilusões...

E esse amor, tão bandido, que eu guardava escondido
No fundo do meu coração.
Sofreu por não ser compreendido, ficou largado, esquecido, 
Perdido em suas razões.

Por ti mulher em meu culto, ainda venero seu vulto, 
Te guardo em minha lembrança.
Hoje te amo somente, como fosse eternamente, 
A derradeira esperança.

Compartilhar
Jrunder
29/07/2020