Site de Poesias

Menu

Peregrino

Deixe aqui no meu peito
Profundas, de forma indelével.
Marcas que por toda a  vida.
Entalhadas fiquem na história,
Para que em minha memória,
Sempre  as possa encontrar.

Marque, como o ferro em brasa,
Seu rosto, no meu coração.
Que ele nunca mais pulse,
Que não seja por nosso amor,
Que não seja por nossa paixão.

Imprima em meu destino,
Todos os caminhos seus.
Para que nos encontremos,
Nesta vida ou em outra qualquer,
Sem conhecermos de adeus.
 
Ilumine a minha estrada.
Com o brilho do seu olhar.
Que por ela, peregrino,
Saberei  que a minha jornada
Termina em você,  meu lugar.

Compartilhar
Jrunder
28/07/2020

  • 1 comentário
  • 18 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados