CRISES VITAIS


CRISES VITAIS


As crises vitais podem ser perigosas e negativas
Assim como causas de crescimento e ascensão

O nascimento involuntário com seu choro solitário
O seguimento originário das influências formativas
O despertar adolescente dos devaneios da paixão
A preferência determinada na escolha da profissão
A expectativa positiva nas relações intempestivas
A emoção indescritível ao ver o filho em andamento
O despertar pra realidade ao se viver em sociedade
O desencanto do sentimento oriundo do casamento
O contentamento contingente pela estóica amizade
A procura da felicidade quando se ainda há vontade
A desventura do sofrimento no duelo com a doença
A conformação da indiferença na morte da presença

As crises vitais acompanham toda nossa existência
Uma dialética que preserva a eternidade da essência


Marco Antônio Abreu Florentino


A seguir, uma composição que resgata, através da genial arte musical bachiana, a significação do ser humano enquanto ser racional, insígne, majestoso e elevado quanto aos aspectos da arte e da ética humana, apesar da sua natureza egocêntrica, ignóbil e violenta.


Nessa ¨Pequena Suíte de Anna Magdalena Bach¨, a terceira peça musical é particularmente sublime, de uma suavidade quiescente, mas que evolui em movimentos compassados até transmitir ao ouvinte uma sensação de êxtase e otimismo.


Creio que o sentido da vida e da existência está na obra de arte... quando é magnífica como a de Johann Sebastian Bach. 

https://youtu.be/BDOn_FwmhlI


Marco Antônio Abreu Florentino
© Todos os direitos reservados