Site de Poesias

Menu

JOYCE

Um dia lá estava, se apalpando em frente ao espelho

Aconteceu alguma coisa diferente em seu corpo

Na boa intenção, tentando prevenção

Buscou um socorro de pronto!

Tantas histórias formaram, ela

Correr descalça no quintal, arrancando as rosas do pé

Bagunceira, geniosa e amorosa até

Foi mãe da irmã, defensora, misteriosa

Cresceu antes da hora

Vivenciando maldades encobertas e injustiças tantas.

O príncipe encantado virou sapo 

(Como muitos)

Ela gerou sementes

Amou intensamente

Sofreu as partidas

Tantas histórias formaram, ela

O triste resultado de suas mágoas

Carcinoma detectado!

O mais incrível é que em seu estado mais dificil mais sofrido

Não perdeu sequer o sorriso dando exemplo de força a quem quer que fosse

Cabelos no chão lágrimas desciam pelo pescoço, tanta dor

E na fotografia um sorriso dizendo: "Eu vou superar".

Os tratamentos, tantos 

Causando vômitos e desconforto

Embargando prantos

Não a fez perder a fé e a coragem de vencer

"A tristeza não nos muda, ela nos revela"

Então um dia, ela vestiu seu melhor sorriso, cheia de si

Foi como quando alguém vai receber um Oscar, sabe?

E tocou aquele sino em meio a risos e pranto

Gritando aos ventos: "Eu venci o câncer de mama"

Sua vida mudou, seu coração é mais leve

Ela não leva um dia sequer sem dar um sorriso.

As dificuldades vem, elas existem de fato mas não a retém.

Esse poema é história real, sentido literal

Feito pra alguém

Tão especial

Uma mulher linda e forte que me inspira todos os dias

Joyce, minha prima! 

Que orgulho!

 

Compartilhar
Karine Adriene
16/07/2020

  • 0 comentários
  • 13 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados